Tags

, , , ,

Tenho um amigo que é muito bom para pegar a essência das coisas e simplificar tudo. Outro dia saiímos para comprar o nosso almoço juntos. Eu dei uma parada no Leon para comprar a minha refeição favorita, e como já tinha muitos pontos no meu cartãozinho de loyalty, eles me deram uma mini panna cotta de ruibarbo para a sobremesa. Meu amigo IG então me perguntou o que era uma panna cotta pois ele não conhecia o nome. Ao explicar ele retrucou: ah, é como que uma ‘custard’ italiana sem ovos? E por mais que se possa dizer que panna cotta é um pouco mais que sua associação, ele  estava certo no paralelo que estabeleceu. Se fosse ligado a culinária acho que teria ótimas criações.

Heston Blumenthal é um chef que faz muito isso.  Ele recria receitas tradicionais ao utilizar suas essências e ao colocar nova roupagem. Acho magistral esta habilidade de captar a essência, e de criar algo novo. Heston pega uma tradiçäo da época dos Tudor por exemplo em que carne costumava ser disfarçada de fruta, e cria algo espetacular: the meat fruit.  Fígado de frango é servido revestido por uma geléia em formato e cara de tangerina, com folhas e talo. Clique aqui para ver uma foto.

A chef Rachel Allen também  pegou os elementos de uma receita muito tradicional, a Bakewell tart que se constitui de uma torta com frangipane e geléia de framboesas, e a transforma em um bolo. As amêndoas vão na massa, e não no frangipane. As amoras são usadas frescas – ou congeladas, ao invés de geléia. E os ingredientes coadjuvantes também aparecem aqui para ajudar a contar história. Ao dar a primeira mordida a Bakewell tart me veio a cabeça, e adorei a ‘brincadeira’. O extrato de amêndoas daá uma nova dimensâo à receita. Uso o extrato da Nielsen-Massey. Um excelente extrato feito de óleo de amêndoas. Ganhei uma garrafinha em um evento no ano passado, e é simplesmente divino. Se você quiser investir em um bom extrato de amêndoas recomendo este.

Bolo Bakewell

Inspirado na receita da Rachel Allen

Ingredientes:

  • 150g manteiga em temperatura ambiente
  • 150g de xylitol*
  • 2 ovos
  • algumas gotas de extrato de amêndoas – não mais que o equivalente a 1/8 colher de chá
  • 60 ml leite de amêndoas**
  • 150g de farinha de trigo com fermento
  • 150g amêndoas moídas
  • 150g de framboesas frescas ou congeladas – se congeladas espere que descongelem antes de colocar na massa
  • 25g amêndoas em lascas levemente tostadas***
  • *a mesma quantidade de açúcar refinado pode ser usado aqui
  • **a receita original pedia somente 50 ml, mas acrescentei mais 10ml e você pode usar leite normal aqui
  • ***tem gente que não gosta de tostar as amêndoas antes, mas eu gosto

assadeira de 20 cm, untada e polvilhada. Reserve.

Preparo:

Pre-aqueça o forno – 180oC..

Coloque a manteiga em uma batedeira e bata para amolecê-la. Acrescente o xylitol e bata até a mistura ficar clara e macia. Bata os ovos e extrato de amêndoas em uma tigelinha. Depois vá derramando os ovos devagar na mistura de manteiga e açúcar batendo sem parar. Depois acrescente o leite sem parar de bater. Acrescente metade da farinha e metade das amêndoas moídas na massa, e misture tudo delicadamente com uma colher de metal. Depois acrescente o restante da farinha e das amêndoas na massa e continue a misturar delicadamente. A mistura vai estar bem grossa, mas não desanime e tão pouco deixe de ser delicado(a) ao misturar tudo. Por fim acrescente as framboesas e misture delicadamente tentando não estourá-las. Algumas vão estourar, principalmente se vocé usá-las previamente congeladas. Transfira para a forma, asse por uns 40 minutos e faça o teste do palito antes de tirar do forno. Se necessário asse por mais un 5 minutos. Retire do forno e deixe esfriar na forma por uns 10 minutos antes de tirar da forma. Deixe esfriar completamente antes de servir. Se quiser polvilhe com açúcar de confeiteiro.